HOLLYWOOD STUDIOS – Roteiro de Bolso

Antes de iniciar suas visitas aos parques da Disney, recomendamos que leiam nosso post “5 coisas a saber antes de chegar nos parques da Disney“, que trata de: como escolher a data ideal para visitar os parques, como funciona o site/aplicativo My Disney Experience, e informações importantes sobre Photopass, Memory Maker, FastPass e MagicBand.

Hollywood Studios é uma oportunidade de mergulhar na história cinematográfica dos Estúdios Disney e celebrar os anos dourados do show business. Em Junho de 2018 foi inaugurada a Toy Story Land e em 2019 será a vez da Star Wars: Galaxy’s Edge. As duas grandes áreas prometem tornar o parque um dos mais procurados de Orlando.

Horário recomendado para chegarem ao parque: 8:30h-9:00h. 
Valor do estacionamento: U$22,00. Hóspedes de resorts Disney não pagam estacionamento no complexo.

Chegando no parque, passamos pela cabine em que pagamos o estacionamento e depois seguimos o fluxo até encontrar um cast member indicando em que fileira entrar. Não podemos escolher qualquer vaga disponível, os carros vão parando lado a lado, conforme instruções dos funcionários. Após estacionar, não se esqueça de anotar ou fotografar o local onde parou. Então pegamos o trenzinho e passamos pela inspeção das bolsas e mochilas. Quem não estiver com nada, pode passar numa fila separada em que está escrito “Guests Without Bags“. Atualmente a Disney conta com detector de metais e os seguranças escolhem “aleatoriamente” algumas pessoas para passarem por ele. Não é permitido entrar nos parques com bebidas alcoólicas, recipientes de vidro (exceto papinhas de bebê) e pau de selfie. Se este for seu primeiro parque Disney e precisar comprar ingressos ou trocar o ingresso eletrônico pelo físico, os guichês virão logo em seguida. Mais à frente estão os sensores do Mickey, onde encostamos nosso ingresso ou MagicBand, colocamos o dedo no leitor da impressão digital, e esperamos a luz verde autorizar nossa entrada.

Antes da viagem, não deixem de baixar o aplicativo My Disney Experience em seu smartphone. Nele poderão ter acesso aos horários do parque, dos shows e paradas, personagens para tirar foto, tempo de espera nas filas das atrações, consultar seus FastPasses agendados, visualizar as fotos tiradas com o Photopass e mais! Lembrando que todo o complexo Disney oferece Wi-Fi gratuito. Mas, não deixem de pegar mapa e o Times Guide logo que entrarem no parque, porque em alguns momentos podem ficar sem sinal de internet, ou a bateria acabar depois de tantos cliques!

 

As atrações imperdíveis, na ordem que costumamos fazer:

  1. Slinky Dog Dash: a montanha-russa para toda a família é a sensação da nova área Toy Story Land, e está muito disputada. Procure chegar cedo e ir direto para ela. As crianças adoram, mas Slinky rende bons momentos de diversão aos pais também. Imperdível! Nível de adrenalina 2*.
  2. Toy Story Mania: jogos de atirar e marcar pontos em 4-D, muito mais moderno do que as outras atrações desse estilo. É também uma das atrações mais cheias do parque, e muito legal para todas as idades.
  3. Alien Swirling Saucers: mais uma novidade da Toy Story Land, porém, este é um brinquedo mais infantil, de girar, estilo a xícara do Magic Kingdom. Se a fila estiver tranquila, de repente vale a pena visitar. Mas diante de filas grandes ou um dia bem corrido no parque, recomendo que foquem em atrações mais divertidas e originais.

    Em termos de posicionamento das atrações, seria mais lógico seguir da Toy Story Land para Voyage of the Little Mermaid, Star Tours e Indiana Jones. Porém, minha área favorita do parque é onde estão Tower of Terror, Rock’n Roller Coaster e o show Beauty and The Beast. Sendo assim, prefiro seguir para esse lado, e não correr o risco de o dia acabar e perdermos essas atrações sensacionais. Além disso, o show da Bela e a Fera não tem tantas apresentações por dia, então é importante se programar.

  4. Tower of Terror: elevador que despenca do 13º andar. Nível de adrenalina 4*.
  5. Rock’n Roller Coaster: montanha-russa indoorcom trilha sonora do Aerosmith. Nível de adrenalina 4*.
  6. Show Beauty and the Beast: lindo musical da Bela e a Fera. Atenção aos horários. O teatro fica próximo à Torre do Terror e Rock’n Roller Coaster, programem-se para pegar um show enquanto estiverem por ali.
  7. Star Tours: simulador do Guerra nas Estrelas recentemente reformulado – evitem ir depois de comer.
  8. Voyage of the Little Mermaid: show da Pequena Sereia. Os shows são consecutivos, acontecem praticamente o dia todo.
  9. Indiana Jones Epic Stunt Spectacular: mais legal para quem gosta do filme ou de cenas de ação, vale a visita. Atenção aos horários.


Atrações opcionais:

  • For the First Time in Forever: A Frozen Sing-Along Celebration: um espetáculo que nos convida a cantar os sucessos do filme. Os personagens mesmo aparecem rapidamente, Anna no início e no final, Kristoff e Elsa no fim. De qualquer forma, para quem gosta do filme é muito legal, principalmente quando a Elsa faz nevar no teatro;
  • Star Wars Launch Bay– para os fãs de Star Wars é parada obrigatória. Lá encontrarão cenários e objetos de filmes, jogos e personagens para tirar fotos.

Com crianças recomendamos:

Slinky Dog Dash; Toy Story Mania; Alien Swirling Saucers; show Beauty and the Beast; Voyage of the Little Mermaid; Playhouse Disney Live on Stage – é um show de marionetes de alguns desenhos do Disney Junior. Pode ser bem bobinho, caso a criança tenha passado dessa fase. Nessa área no momento estão os personagens Princesa Sofia, Jake (do Jake e os Piratas) e Doutora Brinquedos para tirar fotos; Red Carpet Dreams – para tirar fotos com Minnie e Mickey vestido de feiticeiro. É o único parque em que encontrarão o Mickey com essa fantasia; Celebrity Spotlight – onde no momento está o Olaf, do filme Frozen. Encontramos também os personagens do Toy Story na Toy Story Land.
Shows noturnos:

Fantasmic – IMPERDÍVEL. Logo que entrarem no parque, confirmem o horário do show e se programem para entrar com mais de 1h de antecedência. Parece exagero, mas realmente fica lotado. Na área do Fantasmic há uma lanchonete com alguns petiscos, mas na alta temporada as filas ficam muito grandes. Se preferirem fugir das filas, comprem algo para comer ainda do lado de fora. De um tempo para cá, a Disney tem reservado a parte central da arena para quem faz o Dining Package (come em um dos restaurantes de mesa participantes, e ganha um voucher VIP para o show), e as seções imediatamente ao lado da parte central para quem agenda o FastPass para o Fantasmic. Com isso, quem não tem o passe VIP ou o FastPass acaba se sentando nas laterais. Chegar cedo está ainda mais importante após essa mudança!

Star Wars: A Galatic Spetacular – Às vezes não é possível conciliar este espetáculo com o Fantasmic, nos dias em que um começa imediatamente após o término do outro, e com isso não dá tempo de assistir ao segundo desde o início. Nesse caso, sugerimos que optem pelo Fantasmic. O show do Star Wars acontece na rua principal, em frente ao teatro chinês. Mesmo para quem não curte tanto o filme, é muito bonito.


FastPass+
:
No Hollywood Studios, as atrações são divididas em dois grupos. Você pode pegar UM FastPass do grupo 1, e DOIS do grupo 2. No grupo 1 estão as atrações do Toy Story Land: Slinky Dog, Toy Story Mania e Alien Swirling Saucers. Se encontrar disponibilidade para o Slinky Dog, nem pense duas vezes, é a atração mais cheia dessa área. No grupo 2 estão todas as outras atrações que oferecem FastPass. Eu particularmente gosto de pegar para Rock’n Roller Coaster, Tower of Terror e Star Tours. Os shows (exceto Fantasmic) em geral não tem muita necessidade, pois chegando cedo consegue-se um bom lugar. Mas FastPass para o Fantasmic (show noturno) é bem interessante. A melhor localização no anfiteatro do Fantasmic é para quem ganhou o passe VIP após participar de alguma refeição com o Fantasmic Dinner Package, a segunda melhor fica para quem tem o FastPass. Isso não significa que deva chegar em cima da hora. Quanto antes chegar, mais próximo do meio irá se sentar. Quem não tem o FastPass do Fantasmic acaba ficando nas laterais. Caso nem todos da família queiram ir na Rock’n Roller Coaster, vale a pena cogitar o sistema de “Single Rider”, que é uma fila separada para os que topam andar no carrinho longe dos companheiros. Funciona assim: o carrinho da Rock’n Roller Coaster comporta 2 pessoas em cada fileira. Uma família de 3 pessoas se dividirá com dois na frente e um atrás, aí ao lado dessa pessoa que irá sozinha atrás entra um que está na fila do Single Rider. Vocês irão separados, mas normalmente o tempo de espera é bem menor. Já demos sorte de pegar menos de 5 minutos no Single Rider, mas poucas vezes o azar de estar tão cheia que o tempo de espera foi similar ao da fila regular. Vale a pena perguntar a um funcionário antes de entrar.

Agora, para conseguirmos FastPass para 3 atrações, e depois também marcar o do Fantasmic, fazemos a seguinte estratégia: agendamos nossos FastPasses para no máximo 14h-15h. Assim, quando utilizamos os 3 que agendamos, podemos agendar um 4º FastPass pelo aplicativo ou direto no FP+ Kiosk do parque. Já conseguimos diversas vezes o Fantasmic nesse momento! Não custa tentar…


Restaurantes:
Normalmente almoçamos no Sunset Ranch Market – local aberto em frente ao teatro da Bela e a Fera, com 3 restaurantes principais – porque em geral estamos por ali no horário do almoço. Porém, quando está muito frio ou muito quente, preferimos nos deslocar para um local fechado, e temos duas opções favoritas: ABC Comissary, próximo ao local em que encontramos Mickey e Minnie para fotos, com pratos diferentes e bem gostosos, mas oferecem o trivial também. O ABC normalmente está mais vazio do que os outros restaurantes, e é muito lindinho lá dentro; nossa 3ª opção seria o Backlot Express, ao lado do Star Tours.
*O nível de adrenalina, de 1 a 5, é uma opinião pessoal.